História do CAS

O CAS tem suas raízes na publicação Chemical AbstractsTM (CA), uma revista da Sociedade Americana de Química publicada pela primeira vez em 1907. O objetivo do CA era ajudar os cientistas a se beneficiarem do trabalho publicado por seus colegas ao redor do mundo, monitorando, resumindo e indexando a literatura mundial relacionada à química.


Ao longo dos anos, o CAS se tornou a autoridade mundial em informações químicas, proporcionando à comunidade científica global acesso às informações científicas químicas e relacionadas mais atuais disponíveis imediatamente por meio de bancos de dados, como o CAS REGISTRYSM e o CAplusSM 

Antigo logotipo do CAS      Chemical Abstracts impresso     CA no logotipo do CD

Ano Evento
1907 William A. Noyes se tornou o primeiro editor do Chemical Abstracts (CA), lançado em janeiro de 1907. No primeiro ano da publicação, o CA continha menos de 12.000 resumos. O CA foi publicado pela primeira vez no Bureau of Standards dos EUA. Mais tarde, os escritórios foram transferidos para a University of Illinois, Urbana.
1909 A operação editorial do CA foi transferida para o campus da Ohio State University em Columbus, Ohio.
1956 O CA tornou-se o Chemical Abstracts Service (CAS) e uma divisão operacional da Sociedade Americana de Química.
1965 Foi o início de uma nova era na pesquisa científica com a introdução do CAS Chemical Registry System. Usando um CAS Registry Number® exclusivo para identificar cada substância química sem a ambiguidade da nomenclatura química, o sistema provou ser benéfico para a pesquisa, informações sobre saúde e segurança e a comunicação de informações químicas em muitas mídias.
1966 As equipes diretoras e técnicas do CAS criaram um sistema de processamento automatizado que não apenas produzia edições e índices impressos do CA de maneira mais eficiente, mas também alimentou um banco de dados legível por computadores e que poderia gerar novos tipos de serviços. O CAS foi um dos primeiros a adotar a nova tecnologia de fotocomposição e passou a produzir serviços em impressão, microforma e fita magnética.
1980 O CAS ONLINE foi lançado, permitindo aos usuários (principalmente especialistas em informações) fazer buscas no banco de dados CAS REGISTRY. Os usuários, com um modelo específico de terminal gráfico inteligente, podiam selecionar os recursos da estrutura de um menu para montá-los no monitor do terminal, utilizando uma mesa digitalizadora e uma caneta gráfica. Esses terminais exibiam as respostas com diagramas de estrutura bem desenhados.
1983 A ACS e a FIZ Karlsruhe trabalharam juntas para formar de uma rede internacional online. STN®, a rede de informações científicas e técnicas, foi lançada no ano seguinte. A rede tornou os bancos de dados acessíveis por meio de processamento distribuído em escala global. Inicialmente, apenas os bancos de dados do CAS e resumos de física estavam acessíveis. Com o passar do tempo, a STN cresceu para incluir muitos bancos de dados de uma série de provedores de informações.
1988 O software STN Express® forneceu a busca assistida na área de trabalho e logo se tornou a interface preferida dos usuários de STN.
1995 O CAS introduziu a ferramenta de pesquisa SciFinder® para dar aos cientistas acesso direto aos bancos de dados do CAS, sem a necessidade de aprender uma linguagem de comando. Com sua interface gráfica intuitiva, o SciFinder simplificou a exploração da literatura científica mundial, patentes e informações sobre substâncias, transformando essa atividade numa parte do processo da pesquisa científica.
1997 O CAS reconheceu as possibilidades da Internet para acelerar e simplificar o acesso aos documentos originais. O ChemPort® foi introduzido para serviços eletrônicos do CAS e STN em 1997 para fornecer links para artigos completos de revistas e patentes identificadas através de busca online.
2005 O CAS continuou a desenvolver serviços eletrônicos para tornar as informações científicas mais acessíveis e úteis. O STN® AnaVist™ foi introduzido pelo CAS e pelo FIZ Karlsruhe para permitir a análise e visualização de resultados de busca a partir de uma variedade de perspectivas.
2007 O CAS celebrou seu 100º aniversário e foi reconhecido pela Sociedade Americana de Química como um Marco Histórico Químico Nacional da ACS.
2008 A versão Web do SciFinder foi lançada, oferecendo aos usuários recursos aprimorados de busca e acesso instantâneo ao conteúdo do banco de dados do CAS em qualquer lugar do mundo.
2009 O banco de dados CAS REGISTRY registrou 50 milhões de substâncias, sinalizando um marco significativo não apenas para o CAS, mas para a comunidade científica como um todo. O conhecimento científico acumulado e registrado no REGISTRY pelos cientistas do CAS torna possível a descoberta constante por químicos e pesquisadores em todo o mundo.
2010 O Escritório de Patentes dos Estados Unidos concede ao CAS um contrato de fonte exclusiva de cinco anos para o STN, afirmando em sua carta de solicitação que “os bancos de dados STN do CAS oferecem a maior e mais aprofundada coleção de informações químicas e relacionadas em comparação com outros bancos de dados comerciais da Web. Além disso, o CAS é a única empresa que possui uma capacidade única, com propriedade, de busca por estruturas químicas, usando seu software STN Express. Nenhuma outra fonte pode atender com sucesso às exigências da USPTO”.
2011 A sexagésima milionésima substância foi registrada no CAS REGISTRY por um pedido de patente submetido ao Escritório Estatal de Propriedade Intelectual da República Popular da China. O CAS observou em 2009 que a China superou todas as outras nações como a maior produtora de pedidos de patentes químicas. Menos de dois anos após o CAS REGISTRY ter ultrapassado a marca dos 50 milhões, este importante marco demonstra a contínua aceleração da produção química e científica em todo o mundo.
2012 O CAS e a FIZ Karlsruhe anunciaram a Versão 1 da nova plataforma STN em versão beta para clientes de taxa fixa. Este foi o primeiro grande marco em uma iniciativa plurianual para criar a próxima geração da STN, a preferida dos especialistas em patentes™. O CAS também registrou a septuagésima milionésima substância, uma patente terapêutica da Coreia. As patentes continuam sendo uma importante fonte de informações químicas.  
2013 O CAS registrou a septuagésima quinta milionésima substância de um catálogo químico no CAS REGISTRY. O aprimoramento de conteúdo e funcionalidades do SciFinder com um design simplificado, um novo Editor de Estruturas CAS não Java, integração de API e colaborações com a Springer, Thieme Publishing Group e PerkinElmer, entre outros. A nova plataforma STN teve lançamentos de duas versões que incluíram o conteúdo principal do STN, o conteúdo global de patentes e novas funcionalidades. O Inventário de Substâncias Químicas Existentes de 2013 na China foi adicionado ao CHEMLIST®, o banco de dados do CAS contendo informações regulatórias internacionais para substâncias químicas.
2014 O CAS e a PerkinElmer lançaram sua solução de pesquisa compartilhada, emparelhando o SciFinder com o software ChemDraw®, a ferramenta de desenho preferida dos químicos.  Opções de valor global fixo foram introduzidas para a STN. O CAS expandiu a cobertura de reações provenientes de teses e dissertações no CASREACT®.
2015 O CAS registrou a centésima milionésima substância química no CAS REGISTRY, no 50º aniversário da maior base de dados de substâncias químicas exclusivas do mundo. O CAS lançou três novas soluções durante o ano: o PatentPak®, uma solução de fluxo de trabalho de patentes que está disponível no SciFinder e no STN clássico; o NCI™ Global, uma solução regulatória; e o CHEMCATS®, programa de fornecedores químicos. O CAS continuou seu compromisso com a pesquisa global e o desenvolvimento comercial, adicionando representantes dedicados de vendas e suporte em todo o mundo.  
2016 O CAS lançou três novas soluções durante o ano: o MethodsNow®, o ChemZent™ e o SciFindern. O CAS ofereceu uma versão beta gratuita do Chemistry Class Advantage™, uma nova solução de aprendizado para alunos de graduação em química orgânica que deve ser lançada no outono de 2017. Organizado por tópicos ensinados em sala de aula, o Chemistry Class Advantage aproveita o poder do SciFinder e a pesquisa publicada em artigos de revistas para ajudar os estudantes de química orgânica a aprenderem a química, avaliando criticamente a literatura de pesquisa. 
Contact CAS

Let us know how we can best serve you.